sábado, 5 de julho de 2014

Um pouco de Carlos Drumond de Andrade.

Carlos Drumond de Andrade
Poeta modernista,cronista e contista nascido em Itabira-MG em 31 de outubro de 1902. Faleceu no Rio de Janeiro a 17 de agosto de 1987.
É dele o pensamento e o poema que seguem:


Se procurar bem você acaba encontrando.
Não a explicação (duvidosa) da vida,
Mas a poesia (inexplicável) da vida.






AUSÊNCIA
Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.



























5 comentários:

  1. Gosto muito dele e de tudo dele! Bom vê-lo aqui! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Olha eu aqui Sônia!
    Adoro este autor!
    Ane

    ResponderExcluir
  3. Que belas poesias escolheu! Uma homenagem muito merecida! bjs,

    ResponderExcluir
  4. Um gênio das palavras.
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir